Contabilidade Avançada – Perguntas e respostas

0
411

As respostas “corretas” estão destacadas em negrito – caso alguma delas venha divergir da tua pesquisa, encaminhe um e-mail para: awander@gecompany.com.br e no título do e-mail destaque: CONTABILIDADE AVANÇADA – PERGUNTAS E RESPOSTAS

PERGUNTA 1

 Para determinar se controla a investida, o investidor deve avaliar se possui:

  1. Poder sobre a investida.
  2. Exposição a, ou direitos sobre, retornos variáveis decorrentes de seu envolvimento com a investida.

III. A capacidade de utilizar seu poder sobre a investida para afetar o valor de seus retornos.

Está(ão) correto(s) o(s) item(ns):

  1. Apenas I.
  2. Apenas II.
  3. Apenas I e II.
  4. Apenas I e III.
  5. Todos estão corretos

PERGUNTA 2

Os fatores a seguir podem ajudar na determinação do controle:

  1. I. O objetivo e a estrutura da investida.
  2. Quais são as atividades irrelevantes e como as decisões sobre essas atividades são tomadas.

III. Se os direitos do investidor lhe dão a capacidade passada de dirigir as atividades relevantes.

  1. Se o investidor está exposto a, ou tem direitos sobre, retornos fixos decorrentes de seu envolvimento com a investida.
  2. Se o investidor tem a capacidade de utilizar seu poder sobre a investida para afetar o valor de seus retornos.

Está(ão) correto(s) o(s) item(ns):

  1. I, II, III e IV.
  2. I e V.
  3. I, III, IV e V.
  4. I e II.
  5. I, III e V.

PERGUNTA 3

Um investidor adquire participação em uma empresa e ao fazer isso, considera o objetivo e a estrutura da investida a fim de identificar as atividades relevantes, como as decisões sobre as atividades relevantes são tomadas, quem tem a capacidade atual de dirigir essas atividades e quem recebe retornos decorrentes dessas atividades. O investidor está correto?

  1. Não, pois as atividades desenvolvidas pela empresa não são relevantes e sim a condução das atividades.
  2. Não, pois a direção das atividades é definida em assembleia geral de acionistas.
  3. Não, pois os retornos não necessitam ser avaliados.
  4. Sim, todos são aspectos relevantes para uma análise completa de controle.
  5. Sim, nenhum desses aspectos são relevantes para uma análise completa de controle.

PERGUNTA 4

Na ausência de quaisquer acordos adicionais que alterem a tomada de decisões, a avaliação do controle se concentra em:

  1. Instrumentos financeiros que conferem ao seu titular direitos de voto proporcionais.
  2. Instrumentos patrimoniais que conferem ao seu titular direitos de voto proporcionais.
  3. Instrumentos financeiros que não conferem ao seu titular direitos de voto proporcionais.
  4. Instrumentos patrimoniais que não conferem ao seu titular direitos de voto proporcionais.
  5. Instrumentos de dívida que conferem ao seu titular direitos de voto proporcionais.

PERGUNTA 5

O principal objetivo de se ter o controle de uma companhia é:

  1. Poder para dar a palavra final nas assembleias gerais extraordinárias.
  2. Possuir o maior retorno perante os demais investidores.
  3. Determinar as políticas operacional e de financiamento da investida.
  4. Ter privilégio no recebimento de dividendos.
  5. Determinar as políticas de risco e políticas de crédito da investida.

PERGUNTA 6

Assinale a alternativa correta:

  1. Para ter poder sobre a investida, o investidor não deve ter direitos existentes que lhe deem a capacidade atual de dirigir as atividades relevantes. Para o fim de avaliar o poder, devem ser considerados somente direitos substantivos e direitos que não sejam de proteção.
  2. Para ter poder sobre a investida, o investidor deve ter direitos existentes que lhe deem a capacidade atual de dirigir as atividades irrelevantes. Para o fim de avaliar o poder, devem ser considerados somente direitos substantivos e direitos que não sejam de proteção.
  3. Para ter poder sobre a investida, o investidor deve ter direitos existentes que lhe deem a capacidade atual de dirigir as atividades relevantes. Para o fim de avaliar o poder, devem ser considerados somente direitos substantivos e direitos que não sejam de proteção.
  4. Para ter poder sobre a investida, o investidor deve ter direitos existentes que lhe deem a capacidade atual de dirigir as atividades relevantes. Para o fim de avaliar o poder, não devem ser considerados somente direitos substantivos e direitos que não sejam de proteção.
  5. Para ter poder sobre o investidor, a investida deve ter direitos existentes que lhe deem a capacidade atual de dirigir as atividades relevantes. Para o fim de avaliar o poder, não devem ser considerados somente direitos substantivos e direitos que não sejam de proteção.

 PERGUNTA 7

Para muitas investidas, uma série de atividades operacionais e de financiamento afetam significativamente seus retornos. Entre elas, pode-se destacar:

  1. Compra e venda de bens ou serviços.
  2. Gestão de ativos financeiros durante sua vida (incluindo em caso de inadimplência).

III. Seleção, aquisição ou alienação de ativos.

  1. Pesquisa e desenvolvimento de novos produtos ou processos.
  2. Determinação da estrutura de capital para obtenção de recursos.

Está(ão) correto(s) o(s) item(ns):

  1. I, II, III e IV.
  2. I, II e V.
  3. I, II, III, IV e V.
  4. I e V.
  5. I e II.

PERGUNTA 8

Considerando as disposições da Lei n. 6.404/76 e as alterações posteriores, assinale a opção INCORRETA.

  1. É presumida influência significativa quando a investidora for titular de 20% ou mais do capital votante da investida, sem controlá-la. (INVESTIMENTO EM COLIGAGAS)
  2. Considera-se que há influência significativa quando a investidora detém ou exerce o poder de participação nas decisões das políticas, financeira ou operacional da investida, sem controlá-la.
  3. É coligada a sociedade na qual a investidora tenha influência significativa.
  4. O valor contábil do investimento em coligada abrange o custo de aquisição mais a equivalência patrimonial e o ágio não amortizado, deduzido do deságio não amortizado e da provisão para perdas.
  5. Considera-se controlada a sociedade na qual a controladora, diretamente ou através de outras controladas, é titular de direitos de sócio que lhe assegurem, de modo permanente, preponderância nas deliberações sociais e o poder de eleger a maioria dos administradores.

PERGUNTA 9

Deverá deixar de ser avaliado pelo método de equivalência patrimonial, o investimento em sociedades coligadas e controladas de:

  1. Empresa em efetiva e clara evidência de perda de continuidade de suas operações ou no caso em que estas estejam operando sob severas restrições em longo prazo que prejudiquem significativamente a sua capacidade de transferir recursos para a investidora.
  2. Empresas com mudança do ramo de atividade de negócios.
  3. Empresas com evidência de venda em futuro próximo.
  4. Empresas que estão operando sob severas restrições de longo prazo, mas que não prejudica a sua capacidade de transferir recursos para a investidora.
  5. Empresas com mudança de seu presidente executivo, sem que essa mudança impacte o controle de instrumentos patrimoniais.

 PERGUNTA 10

Com relação ao poder na definição de controle:

  1. Se dois ou mais investidores têm, cada um deles, direitos existentes que lhes dão a capacidade unilateral de dirigir diferentes atividades relevantes, o investidor que tem a capacidade atual de dirigir as atividades que afetam de forma mais significativa os retornos da investida tem poder sobre ela.
  2. Se dois ou mais investidores têm, cada um deles, obrigações existentes que lhes dão a capacidade unilateral de dirigir diferentes atividades relevantes, o investidor que tem a capacidade atual de dirigir as atividades que afetam de forma mais significativa os retornos da investida tem poder sobre ela.
  3. Se dois ou mais investidores têm, cada um deles, direitos existentes que lhes dão a capacidade compartilhada de dirigir diferentes atividades relevantes, o investidor que tem a capacidade atual de dirigir as atividades que afetam de forma mais significativa os retornos da investida tem poder sobre ela.
  4. Se dois ou mais investidores têm, cada um deles, direitos existentes que lhes dão a capacidade unilateral de dirigir diferentes atividades relevantes, o investidor que tem a capacidade futura de dirigir as atividades que afetam de forma mais significativa os retornos da investida tem poder sobre ela.
  5. Se dois ou mais investidores têm, cada um deles, direitos existentes que lhes dão a capacidade unilateral de dirigir diferentes atividades não relevantes, o investidor que tem a capacidade atual de dirigir as atividades que afetam de forma mais significativa os retornos da investida tem poder sobre ela.

Atividade Tele aula I

PERGUNTA 1

A recomendação encontrada no parágrafo 5º é a de que a Lei das Sociedades por Ações estabelece a obrigatoriedade da consolidação somente para as companhias abertas e, mesmo assim, apenas quando os investimentos nas controladas atingem ou excedem quanto em percentual do patrimônio líquido da controladora?

  1. 49% do patrimônio líquido da controladora.
  2. 30% do patrimônio líquido da controladora.
  3. 51% do patrimônio líquido da controladora.
  4. 30% do patrimônio líquido da controlada.
  5. 51% do patrimônio líquido da controlada. (50% ou mais)

PERGUNTA 2

É a parte do patrimônio líquido de uma controlada não atribuível, direta ou indiretamente, à controladora. É a parcela do patrimônio líquido de empresas controladas que pertence a acionistas minoritários, representados por terceiros que não pertencem ao grupo. Esse conceito se refere à:

  1. Participação dos sócios majoritários.
  2. Participação dos controladores.
  3. Participação de terceiros.
  4. Participação dos não controladores.
  5. Participação de presidentes e diretores.

 PERGUNTA 3

O Ibracon distingue o tratamento contábil para os resultados positivos e negativos na venda entre companhias consolidadas. Como devem ser contabilizados os prejuízos?

  1. Como despesa operacional.
  2. Como despesa não operacional.
  3. Como custo do produto.
  4. Como prejuízo acumulado.
  5. Como despesa com vendas.

PERGUNTA 4

Quando os impostos são recuperáveis, eles não fazem parte do custo de aquisição dos estoques da compradora nem da receita líquida da vendedora. No balanço consolidado, é preciso eliminar o lucro não realizado, mas nenhum ajuste é necessário para o(s) imposto(s):

  1. IR – Imposto de Renda.
  2. CSLL.
  3. IPI, ICMS e PIS.
  4. Cofins.
  5. ISS.

Questionário Unidade II – CPC 15

PERGUNTA 1

A obtenção do controle pela adquirida em uma combinação de negócios pode se dar:

  1. Pela transferência de ativos pela adquirente.
  2. Pelos passivos incorridos pelo adquirente junto aos ex-proprietários da adquirida.

III. Pelas participações societárias emitidas pelo adquirente.

Está(ão) correto(s) o(s) item(ns):

  1. Apenas I.
  2. Apenas II.
  3. I e II.
  4. I e III.
  5. Todos estão corretos.

PERGUNTA 2

Em uma combinação de negócios é obrigatória a aplicação do método de aquisição. Esse método exige:

  1. I. A identificação do adquirente.
  2. A determinação da data da transação.

III. Reconhecimento e mensuração dos ativos identificáveis adquiridos, dos passivos assumidos e das participações societárias de não controladores na adquirida.

  1. Reconhecimento e mensuração do ágio por expectativa de rentabilidade futura ( goodwill) ou do ganho proveniente de compra vantajosa.
  2. A identificação do responsável pela consolidação das demonstrações contábeis.

Está(ão) correto(s) o(s) item(ns):

  1. I, II, III e IV.
  2. I, II, III, IV e V.
  3. I, III, IV e V.
  4. I e II.
  5. I, III e V.

PERGUNTA 3

A sociedade investidora A adquiriu 100% do capital da sociedade investida B por R$ 1.000.000,00 pagos em dinheiro. Na data da aquisição, o valor líquido dos ativos identificáveis adquiridos e dos passivos assumidos da sociedade investida B, mensurados de acordo com a NBC TG 15 (R1) – combinações de negócios, somava R$ 900.000,00. Na mesma data, o saldo contábil do patrimônio líquido da sociedade investida B era de R$ 700.000,00. Como resultado dessa combinação de negócios, a sociedade investidora A deverá registrar:

  1. Um ágio por expectativa de rentabilidade futura – goodwill – de R$ 100.000,00 em conta do ativo não circulante.
  2. Um ágio por expectativa de rentabilidade futura – goodwill – de R$ 300.000,00 em conta do ativo não circulante.
  3. Uma compra vantajosa de R$ 100.000,00 em conta do ativo não circulante.
  4. Uma compra vantajosa de R$ 300.000,00 em conta do ativo não circulante.
  5. Uma compra vantajosa de R$ 700.000,00 em conta do ativo não circulante.

PERGUNTA 4

Uma sociedade aprovou a aquisição da companhia A em sua assembleia, realizada na forma da Lei n. 6.404/76, e as atas foram disponibilizadas aos acionistas nos termos das normas da Comissão de Valores Mobiliários – CVM. Na referida assembleia, foi aprovada a deliberação sobre a aquisição integral das ações da companhia A, que seria na sequência absorvida, integralmente, pela sociedade compradora, cumprindo-se todos os procedimentos estabelecidos na Lei Societária. A operação que se seguiu após a aquisição integral das ações é nominada pela Lei n. 6.404/76 como:

  1. Cisão.
  2. Fusão.
  3. Incorporação.
  4. Transformação.
  5. Consolidação.

PERGUNTA 5

Uma sociedade empresária adquiriu o controle de duas outras sociedades durante o ano de 2013. Na aquisição do controle da sociedade A, foi apurado um ágio por expectativa de rentabilidade futura – goodwill no valor de R$ 2.000.000,00. Na aquisição do controle da sociedade B, foi apurada uma compra vantajosa no valor de R$ 200.000,00.

O registro contábil dos valores apurados irá gerar:

  1. Um aumento de R$ 2.000.000,00 no ativo não circulante e um aumento de R$ 200.000,00 no resultado do período. (CPC 15 – ITEM 34)
  2. Um aumento de R$ 2.200.000,00 no ativo não circulante.
  3. Uma redução de R$ 1.800.000,00 no resultado do período.
  4. Uma redução de R$ 2.000.000,00 no ativo não circulante e um aumento de R$ 200.000,00 no resultado do período.
  5. Um aumento de R$ 1.800.000,00 no ativo não circulante.

PERGUNTA 6

Entende-se por fusão de empresas:

  1. A aquisição por parte de uma empresa industrial de parte do processo de produção de uma outra sociedade.
  2. A operação em que uma empresa adquire a totalidade do patrimônio líquido de uma outra empresa, não extinguindo as atividades da empresa adquirida.
  3. A operação em que uma empresa industrial, que explora duas atividades, divide-se em duas empresas com personalidades jurídicas diferentes, que lhes sucederá em todos os direitos e as obrigações.
  4. A operação em que se unem duas ou mais empresas para formar uma nova sociedade, que lhes sucederá em todos os direitos e as obrigações. (artigo 228 da lei 6.404/76)
  5. A aquisição por parte de uma empresa comercial de parte do processo de vendas de uma outra sociedade.

PERGUNTA 7

Assinale a alternativa verdadeira:

  1. Na cisão parcial, ocorrerá a divisão parcial do patrimônio, com a extinção da empresa cindida.
  2. Nas operações de cisões, haverá sempre a criação de empresas para assumir bens, direitos e obrigações da empresa cindida.
  3. Entende-se por cisão total de empresas a operação em que a sociedade transfere a totalidade de seus bens, direitos e obrigações para uma ou mais empresas, que lhes sucederá em todos os direitos e as obrigações. (artigo 229 da Lei 6.404/76).
  4. A pessoa jurídica incorporadora ou sucessora resultante de fusão ou que absorver patrimônio da cindida poderá compensar os prejuízos fiscais das pessoas jurídicas incorporadas, fusionadas ou cindidas.
  5. Nas operações de cisões, haverá sempre a extinção das empresas envolvidas.

 PERGUNTA 8

Nas operações de cisão, podem ocorrer as seguintes situações, exceto:

  1. Cisão total com a criação de duas ou mais empresas.
  2. Cisão total com versão de parte do patrimônio líquido para empresa nova e parte para empresa já existente.
  3. Cisão parcial com versão de parte do patrimônio para empresas já existentes. (NOTA EXTINGUINDO-SE A COMPANHIA CINDIDA)
  4. Cisão parcial com versão de todo o patrimônio para a mesma sociedade.
  5. Cisão total com versão do patrimônio para empresas já existentes.

PERGUNTA 9

O patrimônio da empresa A é transferido para a empresa B. A empresa A é encerrada. Trata-se de um processo de:

  1. Fusão.
  2. Incorporação.
  3. Cisão parcial.
  4. Cisão total. (ARTIGO 229, Lei 6.404/76)
  5. Consolidação.

PERGUNTA 10

Na cisão, as sociedades que absorverem parcelas do patrimônio da empresa cindida:

  1. Não terão nenhuma responsabilidade pelas dívidas da cindida, mesmo as que lhes forem transferidas no ato da cisão.
  2. No caso de cisão total, responderão pelas dívidas da cindida proporcionalmente à parcela do patrimônio que cada uma absorver.
  3. No caso de cisão parcial, não têm nenhuma responsabilidade pelas dívidas anteriores ao processo de cisão, mesmo em relação as que lhes forem transferidas.
  4. No caso de cisão parcial, caso não haja manifestação contrária dos credores, serão responsáveis apenas pelas obrigações que lhes forem transferidas, sem nenhuma solidariedade entre si ou em relação à empresa cindida.
  5. Na cisão total, responderão solidariamente com a companhia cindida pelas dívidas desta última.

 Atividade Tele aula II

PERGUNTA 1

A incorporação, a fusão ou a cisão de companhia emissora de debêntures dependerão da aprovação dos debenturistas reunidos em assembleia.

Qual é o prazo, em dias, que os credores prejudicados possuem depois de publicados os atos relativos à incorporação ou à fusão, para pleitear judicialmente a anulação da operação?

  1. Até 30 dias.
  2. Até 60 dias. (artigo 232, Lei 6.404/76
  3. Até 90 dias.
  4. Até 10 dias.
  5. Não possuem esse direito.

PERGUNTA 2

Incorporação é a operação em que uma ou mais sociedades são absorvidas por outra, que lhes sucede em todos os direitos e as obrigações. Em outras palavras, uma empresa absorve todo o patrimônio de outra(s). Nesse caso, o que ocorre com a incorporada?

  1. Deixa de existir.
  2. Mantém suas demonstrações financeiras.
  3. Mantém suas atividades com a mesma razão social.
  4. Mantém seus ativos e passivos.
  5. Não realiza nenhuma alteração no patrimônio líquido.

PERGUNTA 3

A fusão se caracteriza pelo fato de desaparecem as sociedades que se fundem para, em seu lugar, surgir uma nova sociedade. Como são elaboradas as demonstrações contábeis da nova entidade?

  1. Cada entidade permanece com os valores sem alteração.
  2. É utilizado o método de valor justo para o cálculo da nova entidade.
  3. É a soma dos valores daquelas que se formam.
  4. É utilizado o método de custo para o cálculo da nova entidade.
  5. Os valores são recalculados para uma nova demonstração contábil.

PERGUNTA 4

A cisão total é praticamente uma incorporação; a diferença é que, nesta, o patrimônio é transferido para apenas uma entidade. O que ocorre com o patrimônio no caso de cisão total?

  1. Será revertido para mais de uma sociedade.
  2. Permanece com a sociedade compradora.
  3. Permanece com a sociedade incorporada.
  4. Ocorre uma fusão do patrimônio das sociedades.
  5. Será transferido para mais de uma sociedade.

Questionário Unidade III

PERGUNTA 1

A Cia. A participa de 35% do capital votante da Cia. B, que possuía em 31/12/20X1 um Patrimônio Líquido de R$ 1.000.000. Suponha que, no exercício de X2, a Cia. B obteve um lucro de R$ 300.000, aumentando o seu Patrimônio Líquido para R$ 1.300.000.

Qual é o resultado da Cia. A pelo Método de Equivalência Patrimonial?

  1. R$ 1.000.000,00.
  2. R$ 455.000,00.
  3. R$ 350.000,00.
  4. R$ 105.000,00.
  5. R$ 300.000,00.

PERGUNTA 2

A Cia. B vendeu para sua controladora Cia. A um lote de 100.000 unidades de uma mercadoria ao preço unitário de R$ 30,00, com lucro de R$ 10,00 em cada unidade.

No final do ano, permaneciam nos estoques da Cia. A 30.000 unidades que não haviam sido vendidas a terceiros.

Sabendo-se que a Cia. A tem 40% das ações da Cia. B e que o PL desta última, no final do mesmo ano, montava a R$ 2.000.000,00, qual é o valor de lucros não realizados remanescentes na Cia. A?

  1. R$ 300.000,00.
  2. R$ 30.000,00.
  3. R$ 10,00.
  4. R$ 2.000.000,00.
  5. R$ 800.000,00.

PERGUNTA 3

Uma sociedade empresária apresenta no seu Ativo Não Circulante investimento em uma Subsidiária Integral. Em 31 de dezembro de 2017, foi apresentado o seguinte papel de trabalho para que fossem identificados os registros de eliminações e os saldos consolidados. Não existem lucros não realizados decorrentes de transações entre as companhias.

A partir da elaboração do Balanço Patrimonial Consolidado, qual é o saldo de Passivo Circulante?

  1. R$ 975.000,00.
  2. R$ 275.000,00.
  3. R$ 700.000,00. (R$ 600 + 100) – exceto os R$ 275
  4. R$ 600.000,00.
  5. R$ 375.000,00.

PERGUNTA 4

A Sociedade Investidora A adquiriu 100% do Capital da Sociedade Investida B por R$ 1.450.000,00, pagos em dinheiro. Na data da aquisição, o valor líquido dos ativos identificáveis adquiridos e dos passivos assumidos da Sociedade Investida B, mensurados de acordo com a NBC TG 15 – Combinações de Negócios, somava R$ 1.500.000,00. Na mesma data, o saldo contábil do Patrimônio Líquido da Sociedade Investida B era de R$ 900.000,00.

Como resultado dessa combinação de negócios, a Sociedade Investidora A deverá registrar:

  1. Um Goodwill de R$ 900.000,00.
  2. Uma Compra Vantajosa de R$ 900.000,00.
  3. Um Goodwill de R$ 50.000,00.
  4. Uma Compra Vantajosa de R$ 50.000,00.
  5. Um Goodwill de R$ 550.000,00.

 PERGUNTA 5

A Cia. A, para efeito da aplicação do Método de Equivalência Patrimonial em sua controlada, procedeu à eliminação do lucro não realizado de transações efetuadas entre a controlada e a controladora.

Demonstram-se, a seguir, os valores envolvidos na data de 31 de dezembro de 20X1.

Com base nos dados acima, assinale a resposta correta relacionada ao resultado do Método de Equivalência Patrimonial contabilizado em 20X1.

  1. R$ 1.600,00.
  2. R$ 1.360,00. (R$ 6.000 – R$ 400) = 60% = R$ 3.360 – 2.000 (antes) = 1.360,00
  3. R$ 1.840,00.
  4. R$ 1.200,00.
  5. R$ 2.000,00.

PERGUNTA 6

Uma determinada sociedade empresária vendeu mercadorias para sua controladora por R$ 300.000,00, auferindo um lucro de R$ 50.000,00. No final do exercício, remanescia no estoque da controladora 50% das mercadorias adquiridas da controlada. O valor do ajuste referente ao lucro não realizado, para fins de cálculo da equivalência patrimonial, é de:

  1. R$ 25.000,00. (R$ 300 – R$ 250 = R$ 50 (lucro) x 50% lucro não realizado = R$ 25
  2. R$ 50.000,00.
  3. R$ 150.000,00.
  4. R$ 300.000,00.
  5. R$ 350.000,00.

PERGUNTA 7

A Cia. A adquiriu em maio de 20X1 uma participação minoritária de 35% do capital votante da Cia. B. Em outubro de 20X1, em decorrência de acordo de acionistas firmado pela primeira vez na investida, passou a exercer controle sobre sua administração. Em dezembro de 20X1, a Cia. A deverá elaborar demonstrações contábeis consolidadas, referentes à demonstração do resultado da subsidiária, relativas a qual período?

  1. Maio a dezembro de 20X1.
  2. Janeiro a dezembro de 20X1.
  3. Somente de 20X2.
  4. Outubro a dezembro de 20X1.
  5. Maio a outubro de 20X1.

 

PERGUNTA 8

A mensuração inicial dos ativos adquiridos e dos passivos assumidos em uma combinação de negócios deve ser feita:

  1. Pelo valor justo.
  2. Pelo valor de custo.
  3. Pelo valor de mercado.
  4. Pelo custo corrigido.
  5. Pelo valor futuro.

PERGUNTA 9

Em que condições a controladora deve deixar de preparar demonstrações contábeis consolidadas?

  1. Caso venha a perder a condição de controladora, por mudanças na composição societária ou no esquema de influência nas decisões das controladas.
  2. Caso as controladas mudem o objeto social e mantenham atividades de natureza muito diferente das da controladora.
  3. Caso ocorra diminuição de participação abaixo de 70%.
  4. Por decisão da Administração da controladora.
  5. Por decisão da Administração da CVM.

PERGUNTA 10

O ágio derivado da expectativa de rentabilidade futura ( goodwill), gerado internamente, de acordo com a NBC TG 15 (R1) – Combinação de Negócios:

  1. Deve ser reconhecido contabilmente como ativo, desde que seja possível quantificá-lo.
  2. Não deve ser reconhecido como ativo.
  3. Não deve ser reconhecido como ativo, a menos que seja avaliado por peritos e amortizado pelo prazo que vier a ser definido no laudo da avaliação.
  4. Deve ser reconhecido como ativo, porém não deverá ser amortizado, somente submetido ao teste de valor recuperável.
  5. Deve ser reconhecido como passivo.

Atividade Tele aula III

PERGUNTA 1

A Cia. A controla 80% da Cia. B.

No Balanço consolidado, o valor do patrimônio líquido consolidado será de:

  1. $ 2.200.      R$ 2.020 = (1.300 + 80% de 900,00)
  2. $ 1.660.
  3. $ 1.300.
  4. $ 1.480.
  5. $ 1.200.

PERGUNTA 2

A Cia. C controla 60% da Cia. D.

No Balanço consolidado, o valor da participação dos acionistas não controladores é de:

  1. $ 390.
  2. $ 360.  R$ 900 x 60% = R$ 540,00 + R$ 1.300 = R$ 1.840 (controladores) – 2.200 = R$ 360
  3. $ 660.
  4. $ 430.
  5. $ 540.

PERGUNTA 3

A Cia. A controla 80% da Cia. B.

A Cia. B adquiriu mercadorias de terceiros por $ 800 e vendeu para a Cia. A todo o seu estoque por $ 1.000, à vista. A Cia. A não vendeu os estoques. No balanço consolidado, o valor do lucro não realizado a ser eliminado é de:

  1. $ 800.
  2. $ 200. (o lucro da operação) para ficar registrado o valor pago aos terceiros
  3. $ 1.000.
  4. $ 300.
  5. $ 100.

PERGUNTA 4

A empresa X é extinta, transferindo 60% de seu patrimônio para a empresa Y e 40% para a empresa Z. O patrimônio de cada uma antes da transformação era:

Patrimônio das empresas X, Y e Z

Assinale a alternativa correta:

  1. Tratase de um processo de fusão de empresas.
  2. A empresa X responde solidariamente com Y e Z pelas dívidas anteriores ao ato de transferência patrimonial.
  3. O patrimônio líquido de Z passa a ser de 2.100.
  4. O patrimônio líquido da Y passa a ser de 3.500.
  5. Os sócios de X não poderão fazer parte das sociedades Y e Z.

Desejamos a você um bom estudo, Ajude a divulgar nosso site aos teus amigos. Tem conteúdo, é gratuito.

Acompanhe a evolução do nosso trabalho, estaremos sempre aprimorando com casos práticos.

Veja também nossos paper sobre:

Combinação de negócios

http://www.gecompany.com.br/educacional/combinacao-de-negocios-fusao-incorporacao-e-cisao-de-acordo-com-o-cpc-15/

Investimentos em Coligadas e Controladas

http://www.gecompany.com.br/educacional/investimentos-em-coligadas-e-controladas-cpc-18/

Consolidação das demonstrações contábeis

http://www.gecompany.com.br/educacional/consolidacao-das-demonstracoes-contabeis/

Prof. Alexandre Wander

Recomendamos a compra do livro MANUAL DE CONTABILIDADE SOCIETÁRIA – APLICÁVEL A TODAS AS SOCIEDADES da editora GEN/ATLAS

 

Compartilhe nas Redes Sociais