Principais indicadores operacionais e financeiros no 2T19

  1. Volume de vendas de aço de 1,1 milhão de toneladas;
  2. Volume de vendas de minério de ferro de 1,8 milhão de toneladas;
  3. EBITDA Ajustado consolidado de R$576 milhões e margem de EBITDA Ajustado de 15,6%;
  4. Capital de giro em 30/06/19 de R$4,2 bilhões;
  5. Caixa em 30/06/19 de R$1,2 bilhão;
  6. Investimentos de R$105 milhões.

CONJUNTURA ECONÔMICA e a USIMINAS

Indicadores recentes da atividade econômica apontam ritmo bem abaixo do esperado para este início de ano. Não obstante, a economia brasileira segue em processo de recuperação gradual.

A utilização de capacidade da indústria, por exemplo, subiu por dois meses seguidos, abril e maio, e alcançou o maior patamar desde agosto do ano passado.

No período de janeiro a maio de 2019, a produção industrial nacional medida pelo Instituto
Brasileiro de Geografia e Estatística-IBGE recuou 0,7% frente ao mesmo período do ano anterior.

Dentre as grandes categorias econômicas, os segmentos associados ao consumo de aço, como bens de consumo duráveis e bens de capital, tiveram resultado positivo. O primeiro cresceu 3,3% nos cinco primeiros meses do ano impulsionado pelo aumento da produção de automóveis e o segundo apresentou expansão de 1,9%. Por outro lado, os resultados dos primeiros cinco meses mostraram menor dinamismo para bens intermediários (-2,0%), principalmente em decorrência do comportamento negativo da indústria extrativa (-1,7%).

Os resultados industriais apurados pela Confederação Nacional das Indústrias-CNI também
evidenciam o processo de lenta recuperação da atividade industrial nos primeiros meses do ano.

Enquanto alguns indicadores, como faturamento real e número de horas trabalhadas apresentam recuperação em relação a 2018, outros, como emprego e massa salarial, ainda têm dificuldades em avançar.

Alguns índices de expectativas da CNI, que vinham em queda desde o início do ano, já
estabilizaram ou começaram a melhorar na pesquisa de junho. O índice de quantidade
exportada, entretanto, segue em queda.

Apesar de vir de uma sequência de quatro meses em queda, o índice de intenção de investimento mantém-se relativamente alto, em 52,3 pontos, 3,3 pontos acima da média histórica.

O índice de atividade econômica do Banco Central, o IBC-Br, aponta queda de 0,06% de janeiro a abril na comparação com o mesmo período do ano anterior.

A pesquisa de expectativas do relatório Focus do Banco Central mostra crescimento menor da economia ao final de 2019. Depois de cair por vinte e uma vezes consecutivas, a projeção do PIB encontra-se, atualmente, inferior a 1%.

A seguir está lista com projeções de indicadores segundo Relatório Focus de 19/07/19.

Abaixo relatório completo da empresa

14320_701950

Análise avançada das demonstrações financeiras

 

Compartilhe nas Redes Sociais