A Petrobras é uma petrolífera controlada pelo governo federal brasileiro e que atua como uma empresa integrada de energia nos setores de exploração e produção, refino, comercialização, transporte, petroquímica, distribuição de derivados, gás natural, energia elétrica, gas-química e biocombustíveis. A companhia atualmente está presente em 19 países além do Brasil, produz mais de 2,5 milhões de barris de óleo e quase 2,26 milhões de barris de derivados por dia. A Petrobras tem ainda 8.176 postos, 5 usinas de biodiesel e uma frota de 181 navios que transportam o petróleo extraído de 122 plataformas e refinado em 16 refinarias.

Nota: Neste trabalho estritamente acadêmico, procuramos a partir dos demonstrativos financeiros publicados pela empresa aos órgãos regulamentadores do mercado de capitais (CVM) em efetuar uma análise fundamentalista utilizando indicadores da gestão financeira e econômica; no sentido de testar a aplicabilidade dos indicadores de finanças amplamente difundidos por autores de renomes nacionais e mundiais na análise do desempenho empresarial; permitindo assim, julgamentos sobre o aspecto estritamente financeira e que agregado ao planejamento estratégico poderá contribuir para análise em diversos sentidos.

Também reconhecemos que o desempenho futuro é reflexo de uma sólida construção apresentada no desempenho histórico.

Mesmo com o efeito da pandemia a Petrobrás encerrou o ano de 2020 com uma Receita líquida de R$ 272,06 bi , com uma redução de 10% em relação ao ano de 2019, e um Fluxo de caixa operacional de R$ 148,10 bilhões, com um aumento de 46% em relação ao ano de 2019, o maior dos últimos 10 anos, decorrente da melhor GESTÃO do CAPITAL de giro que agregou um lucro de caixa no valor de R$ 13,279 bi enquanto que no ano de 2019 o efeito do CAPITAL de giro foi negativo em R$ 32,6 bi. mesmo comparando com a redução do preço do barril do petróleo de US$ 100/bbl ( 2019) para US$ 42/bbl (2020).

O EBTIDA totalizou $ 116,24 bi e o lucro líquido foi de $ 6,24 bi isto considerando o efeito do IRPJ credor no valor de $ 6,209 bi.

Com os efeitos da Gestão do CAPITAL de giro, mesmo que a receita tenha tido uma queda de 10%, a EMPRESA conseguiu reduzir o Índice dívida liquida/EBITDA em 7,9% fechando o ano em 2,22 permitindo a EMPRESA desalavancar o BALANÇO, uma grande conquista num ano adverso devido os efeitos catastróficos da pandemia.

O indicador da rentabilidade do acionista (ROE) foi de 2,01% decorrente do baixo giro de 0,28 da margem líquida de 13,56% e da alavancagem de 3,10. O fator principal que prejudicou o ROE foi a queda do giro, devido a redução da receita líquida em 10%, pois em termos da margem líquida no controle dos custos e despesas em relação do preço de venda a EMPRESA fez uma excelente gestão.

O indicador de múltiplo de P/L ainda encontra-se alto, sendo este um dos motivos que segura o VALOR das ações nas Bolsas de VALOR.

A participação do CAPITAL de terceiros sobre o ATIVO TOTAL encontra-se em 68,49% sinalizando que a PETRO ainda tem um caminho a percorrer para a redução da alavancagem.

Parabéns a diretoria da Petrobrás pelo excelente performance operacional em um ambienta desafiador, em meio a severa recessão global e os efeitos na indústria de petróleo.

Deixamos claro que a ANÁLISE FUNDAMENTALISTA é de caráter acadêmico em validação as metodologias que avaliamos em sala de aula com nossos alunos, e não assumimos quaisquer tipo de indicação na compra e venda das ações da EMPRESA e quaisquer ponderação de análise visite o site da empresa em seus relatórios disponibilizadas aos investidores e mercado.

Prof. Alexandre Wander
www.gecompany.com.br

 

Compartilhe nas Redes Sociais