Comportamento e tendência do mercado: 20/09/2021

0
121

Tensão com a expectativa de calote no Mercado imobiliário chinês. Crise na Evergrande, o conglomerado de construção civil tem dívida de U$ 300 bilhões e da indícios de que pode dar calote, comprometendo o mercado de commodities, bancos e o financiamento da economia chinesa.

EUA: futuros americanos operam sem direção definida à espera da decisão do Fomc na próxima quarta-feira. Investidores aguardam a fala do presidente do Fed, Jerome Powell, após a decisão, atentos a qualquer sinalização sobre o ritmo de retirada dos estímulos ou alta de juros. Além disso, os investidores seguem de olho na agenda econômica do presidente dos Estados Unidos Joe Biden, bem como o teto da dívida do país. Na agenda econômica temos a divulgação da Confiança do Construtor às 11h.

Brasil: No mercado local as atenções se voltam para a reunião do Copom na próxima quarta-feira, com investidores aguardando por uma elevação de pelo menos 1 ponto percentual na Selic. Outro ponto de atenção, a elevação das alíquotas do IOF anunciadas pelo governo passa a valer a partir desta segunda-feira até 31 de dezembro, com expectativa de arrecadar R$ 2,14 bilhões para o financiamento do programa Auxílio Brasil até o final deste ano. Em 2022, a fonte de recursos virá do imposto de renda sobre lucros e dividendos, que está em discussão no Senado, segundo o Ministério da Economia. O desenrolar da PEC dos precatórios também segue no radar, assim como a divulgação de uma nova versão da reforma administrativa na Câmara dos Deputados, prevista para hoje.

Compartilhe nas Redes Sociais