Lucro das empresas de capital aberto no primeiro trimestre de 2016 tem queda de 33,99% com relação ao mesmo período de 2015.

0
394

O lucro líquido de 300 empresas de capital aberto brasileiras soma R$ 23,16 bilhões no primeiro trimestre de 2016, valor inferior em 33,99% com relação ao mesmo período de 2015 quando a mesma amostra fechou com R$ 35,09 bilhões.

A amostra não considera o resultado da Vale S.A., já que a empresa teve um resultado muito elevado em 2016 com relação ao ano de 2015 e distorce o valor consolidado das empresas. O setor bancário continua sendo o setor com maior lucratividade. No primeiro trimestre de 2016, 21 bancos de capital aberto fecharam com R$ 14,3 bilhões de lucro contra R$ 17,87 bilhões do mesmo período de 2015, queda de R$ 3,57 bilhões ou -19,98%.

Dos 25 setores avaliados 13 apresentam crescimento e 12 queda de lucratividade no primeiro trimestre de 2016 com relação ao mesmo período de 2015. 19 setores têm lucro em 2016 e seis têm prejuízo. O setor de energia elétrica é o setor com maior prejuízo no primeiro trimestre de 2016, com R$ -1,90 bilhões.

Lucro considerando a Vale O resultado de 301 empresas de capital aberto brasileiras considerando a Vale na amostra tem lucro de R$ 29,47 bilhões no primeiro trimestre de 2016 contra R$ 25,55 bilhões no mesmo período de 2015, crescimento de R$ 3,92 bilhões ou 15,34%.

Capturar

As 20 empresas mais lucrativas no primeiro trimestre de 2016.

A Vale S.A é a empresa mais lucrativa no primeiro trimestre de 2016 com R$ 6,31 bilhões; no primeiro trimestre de 2015 a empresa registrou prejuízo R$ -9,53 bilhões. Das 20 empresas mais lucrativas no primeiro trimestre de 2016 quatro têm queda de lucratividade com relação ao 2015, sendo o Banco do Brasil o que registra a maior queda  nominal com R$ -3,45 bilhões.

O setor bancário é o setor com maior número de representantes entre as 20 empresas mais lucrativas, com cinco instituições. Em segundo lugar está o setor de papel e celulose com três empresas.

Capturar

As 20 empresas com maiores prejuízos

A Eletrobras é a empresa com o maior prejuízo no primeiro trimestre de 2016, com R$ -3,89 bilhões. No ano de 2015 a empresa tinha registrado lucro de R$ 1,25 bilhões. Das 20 empresas, cinco tiveram um prejuízo menor em relação ao de 2015. A Petrobras é a empresa com maior queda de resultado entre 2016 e 2015.

Em 2016 a empresa registrou prejuízo de R$ -1,24 bilhões contra lucro de R$ 5,33 bilhões em 2015, recuo de R$ – 6,57 bilhões.
Entre as 20 empresas com maiores prejuízos temos 4 do setor de construção e quatro do setor de energia elétrica.
Capturar
Fonte: Economática

Compartilhe nas Redes Sociais