Gerenciamento do risco corporativo – Um novo modelo de gestão empresarial

0
735

Olá pessoal,

Decorrente dos escândalos corporativos de 2002 e 2008 que afetaram significativamente o mercado de capitais dos Estados Unidos da América; o governo Bush instituiu a lei sarbanes  (sox) que tem como objetivo punir os diretores e conselheiros de administração das empresas listadas nas bolsas de valores. principalmente por fraude e má conduta que refletem na destruição dos valores investidos pelos acionistas minoritários e com consequente reflexo na economia mundial.

A partir disto a questão da Governança Corporativa tomou força como um modelo de gestão a ser observado pelos administradores e para não alegarem ignorância foi criado um novo departamento o COSO (Committee of Sponsoring Organizations of the Treadway Commission); e que um dos trabalhos elaborado pelo comitê destacamos o Enterprise Risk Management – Integrated Framework , que traduzindo seria o Gerenciamento do risco corporativo numa estrutura integrada, surgindo dai o cubo do COSO (vide a figura ao lado direito) ; onde a empresa dever ser gerenciada em todas as suas vertentes de um modo transparente e este controle deve ter efetiva participação do CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO da empresa; no sentido de evitar uma interrupção inesperada da organização e que pelo modelo apresentado os administradores tenham pleno conhecimento dos riscos que pode afetar o negócio.

O tema é amplo e demanda horas de aulas expositivas aos nossos alunos; e o seu modelo de implementação requer dedicação e conhecimento sobre de como gerenciar o risco corporativo de uma empresa; mas anexamos o material publicado pelo COSO e como a visão integrada deste modelo de gerenciamento tem como objetivo em contribuir na gestão empresarial.

Um bom estudo

Prof. Alexandre Wander

COSO_ERM_ExecutiveSummary_Portuguese

http://www.coso.org/

Compartilhe nas Redes Sociais