A transição para o capitalismo sustentável será uma das mais complexas revoluções que a espécie já vivenciou. Estamos embarcando em uma revolução cultural global, que tem como epicentro a sustentabilidade. Em tem a ver com valores , mercados, transparência, ciclos de vida de tecnologia e produtos e tensões entre o longo e o curto prazo. E as empresas, mais que governos ou outras organizações estarão no comando destas revoluções. Um comando que se crescerá pelos princípios da governança corporativa”.

John Elkington

John Elkington foi descrito pela Business Week, como o “decano do movimento da sustentabilidade corporativa há três décadas.”

Ele foi fundador e atualmente é um dos diretores da consultoria SustainAbility, uma consultoria focada e comprometida com a melhoria econômica, social e sustentabilidade ambiental, através da melhoria das práticas comerciais e mercados. Em março de 2008, ele ajudou a fundar a Volans Ventures. Academicamente é conhecido como o criador do termo “Triple bottom line[1], ou “tripé da sustentabilidade”.

O consultor britânico John Elkington, de 57 anos, foi um dos precursores da responsabilidade social e ambiental nas grandes empresas. Fundou em 1987 a SustainAbility, uma instituição que orienta empresas como Hewlett Packard e Microsoft a produzir com responsabilidade socioambiental. Autor do Guia do Consumidor Verde, best-seller da década de 80, lançou a tendência de orientar os consumidores a escolher produtos de empresas ecologicamente corretas, criando um cliente ambientalmente exigente. Hoje, é uma das referências empresariais para fazer negócios aproveitando os recursos naturais. Publicou dezesseis livros, como o best-seller Guia do Consumidor Verde (1988).

Compartilhe nas Redes Sociais